Cidadania: Principais movimentos sociais brasileiros

Cidadania: Principais movimentos sociais brasileiros
DIREITO

Consta no dicionário que movimento significa “ação de deslocar ou deslocar-se, seu efeito”, mas nesse pequeno artigo o que nos interessa é parte onde diz que: “Circulação, agitação produzida por uma multidão que se move em diferentes sentidos, movimentos da população”.

A manifestação ou protesto é forma como podemos exigir a cidadania, reivindicando e exigindo nossos direitos. O brasileiro luta por seus direitos não é de hoje, sempre em busca de cidadania e de um país democrático. Alguns desses movimentos marcaram a história, veja alguns deles logo abaixo:

A Proclamação da República

Este movimento desencadeou a libertação do Brasil das mãos dos monarquistas, que governavam o Brasil através da monarquia constitucional parlamentarista. Esse movimento foi marcado por um público mais elitizado, que se uniu a Marechal Deodoro da Fonseca, e após um levante militar, instaurou a República em 15 de novembro de 1889.

Ditadura Militar

O regime militar brasileiro que durou de 1964 a 1985 levou milhares de pessoas as ruas. No dia 26 de junho de 1968 uma manifestação com mais de 100 mil pessoas no Rio de Janeiro, levaram as ruas jovens que pediam pelo fim do regime autoritário, na época o então presidente Arthur Costa e Silva, negou as solicitações e ainda aprovou um ato que proibia os movimentos sociais, chamado de Ato Institucional N° 5 (AI-5).

Diretas Já!

O movimento das diretas já, contou com grande participação e apelo da população, que lutava para estabelecer eleições diretas para presidente no Brasil. Com o aumento crescente da inflação, a crise fez com que o sistema até então governando pelos militares diminuísse cada vez mais.

A emenda constitucional foi votada em 25 de abril de 1984, porem ela não foi aprovado, devido a artimanhas de políticos ligados ao regime militar. Porem em 1989 ocorre a primeira eleição direta para presidente, após ser estabelecida na constituição de 1988.

Geração caras-pintadas – Impeachment 1992

Após as eleições diretas para presidente em 1989, elegendo o então presidente Fernando Collor de Mello, a população começou a se manifestar por conta das falhas que seu governo estava apresentando. Os jovens que ficaram conhecidos com caras-pintadas descobriram uma nova forma de protestar exigindo democracia. No dia 29 de setembro de 1992, Fernando Collor, é impedido como presidente do Brasil.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira os cursos de Cidadania e Profissionalização, Autonomia e Cidadania Docente na Perspectiva da Legislação, e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

 

Colunista Portal - Dia A Dia E Estética
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER