Fundamentação Teórica

Fundamentação Teórica
PEDAGOGIA

A fundamentação teórica consiste na revisão de textos, artigos, livros, periódicos, enfim, todo o material pertinente à revisão da literatura que será utilizada quando da redação do trabalho. É o momento de ler, selecionar, interpretar e discutir o material da pesquisa.

A fundamentação teórica consiste em embasar por meio das ideias de outros autores aspectos teóricos de sua pesquisa. De acordo com Mello (2006, p. 86), “a fundamentação teórica apresentada deve servir de base para a análise e interpretação dos dados coletados na fase de elaboração do relatório final. Dessa forma, os dados apresentados devem ser interpretados à luz das teorias existentes”.

A fundamentação teórica é utilizada em dois momentos: na redação do projeto e na redação final da monografia, dissertação ou tese. Na redação do projeto, muitas vezes, não se tem a ideia clara do que escrever, daquilo que é importante. Somente com o andamento da pesquisa é que percebemos o que colocar de informações, autores a ser utilizado definir o que é importante. Nesta hora a participação do Orientador é fundamental para orientar o aluno em quais autores e textos devem dedicar mais sua atenção.

Nos capítulos da revisão da literatura – pois cada capítulo tem o seu – incluem-se tudo o que é importante para “esclarecer e justificar o problema em estudo e o que servir para orientar o método do trabalho e os procedimentos de coleta e análise de dados” (MELLO, 2006, p. 87).

Nesta etapa do trabalho tem que estar atento para não incorrer em falhas que poderão comprometer a qualidade do projeto ou relatório final. Estas falhas, que muitas vezes ocorrem por falta de experiência, acuidade ou desatenção, são as que seguem:

a) falta de experiência com a leitura e escrita de textos e trabalhos científicos o que faz com que o aluno não dê a devida importância para este tipo de redação;

b) a não observância das normas técnicas de redação o que incluem a falta de citação das obras do autor;

c) a não inclusão de bibliografia utilizada o que pode prejudicar o aluno, afinal está se apropriando de ideias que não são suas;

d) a fixação nas ideias de um ou dois autores, o que empobrece a redação;

e) o texto não pode ser uma cópia e cola;

f) a falta de uma leitura crítica sobre as obras utilizadas.

O que a banca espera é que o pesquisador-aluno não só fundamente a sua pesquisa com bons autores e até renomados, mas e principalmente possa fazer uma crítica de suas obras, confrontando-as com o resultado da pesquisa realizada objetivando relacioná-las com o tema do trabalho.

Procedimentos metodológicos
Os procedimentos metodológicos se referem às normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, em relação a espaços entre linhas, margens, com fazer citações (diretas e indiretas), de que forma se colocam as referências, os elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais, que são exigidos quando se faz uma monografia, dissertação ou tese.

No que se refere aos elementos citados acima, convém que verifique também, junto à Biblioteca de sua instituição as orientações quanto aos procedimentos metodológicos.

Às normas definidas pela ABNT para a apresentação de trabalhos acadêmicos, são:

- NBR 14724: trabalhos acadêmicos – apresentação

- NBR 10520: informação e documentação - apresentação de citação de documentos

- NBR 6023: informação e documentação – referências, elaboração.

Gostou do artigo? Confira nosso portfólio de cursos na área de Educação e Pedagogia e utilize o certificado dos cursos para complementar suas atividades acadêmicas.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER