O que é Constelação Familiar?

O que é Constelação Familiar?
PSICOLOGIA
A Constelação Familiar é um método fenomenológico criado pelo alemão Bert Hellinger, que foi padre e missionário na África por mais de 20 anos, onde trabalhou e observou as tribos zulus e seus comportamentos familiares. Após este período na África, Hellinger deixou de ser padre e dedicou-se a estudos sobre o comportamento e a psique humana, estudou psicanálise, análise transacional, terapia primal etc., até que chegou na técnica das Constelações.

Hellinger observou que quando um fato forte traumático ocorre dentro de uma família, tal como: suicídio, morte prematura, morte violenta, abandono, falência etc., se pesquisarmos o passado desta mesma família, encontraremos o mesmo fato traumático repetido no passado. É como popularmente se diz "maldição de família", ou mesmo em muitas religiões esta observação também está presente, na vida real, sempre cito um exemplo claro que todo mundo conhece, onde essa repetição pode ser observada, o caso da Família Kennedy.

É como algo mais forte, ainda que não tenhamos conhecimento do fato ou mesmo que se tente fugir dele, é um ciclo que se repete através de um emaranhado energético onde estão enredados todos os pertencentes àquele sistema familiar.Isso é trabalhado na Constelação, com a finalidade de suavizar estes emaranhados, devolver ao passado o que é dele, honrar nossos antepassados e proteger nossos descendentes.

A Constelação Familiar não considera a pessoa como um indivíduo único, solto no mundo, ela considera o indivíduo como pertencente a um sistema do qual ele veio, o sistema familiar. Ainda que a pessoa não conheça sua família de origem, ela traz consigo não só os traços físicos, traços de temperamento, dons, como também a bagagem energética pertencente à família, ou seja, não adianta fugir ou negar o sistema familiar do qual pertencemos, ele está em nós, faz parte de nós.

E quando isso é negado, reprimido ou excluído, é justamente aí que se fazer representar. Isso pode ser observado em muitos casos, inclusive nos casos de adoção mal sucedidos, onde se esconde da criança que ela é adotada, ou onde se reprime que ela fale ou saiba do seu passado, nesses casos, a criança é geralmente bem cuidada e criada, mas de alguma forma, procura ambientes de drogas, roubo, prostituição e fugas de casa, representando o sistema familiar original reprimido.

Outro fato importante observado por Hellinger e objeto de trabalho da Constelação, são as famílias trianguladas, ou seja, famílias onde o filho assume lugar de pai, a mãe de filha, o pai de filho, ou o filho do genitor faltante etc., qualquer hierarquia familiar que esteja trocada causa extremo peso psicológico sobre os envolvidos, pois é como se a pessoa tivesse que "dar conta" do seu próprio papel e do papel do outro e isso pesa, aumentando a infelicidade do indivíduo e o desequilíbrio familiar. Isso é corrigido pela Constelação de forma simbólica e com uma grande tomada de consciência que geralmente reflete quase imediatamente na vida real.

A Constelação pode ser feita individualmente ou em grupo, obtendo-se o mesmo resultado nas duas formas, porém a de grupo é mais profunda, como se imaginássemos uma cebola, por exemplo, a individual trabalhará nas camadas mais superficiais da mesma cebola, enquanto a de grupo iria nas camadas mais profundas.

Daniela Ervolino
Psicóloga, Terapeuta de Casais, atende no Rio de Janeiro a adolescentes e adultos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER