O que é psicogeriatria

O que é psicogeriatria
PSICOLOGIA
Como vocês devem saber, nós assistimos, atualmente, um aumento da expectativa de vida, e com isso cresce também para a população idosa e número de doenças relacionadas a essa faixa etária.

A Psicogeriatria é uma área da saúde mental que surge, justamente, para dar conta dos aspectos psicológicos e psicopatológicos que surgem com processo de envelhecimento.

Entre os transtornos mentais mais comuns na velhice, temos a depressão e as demências, a mais conhecida é a Doença de Alzheimer, mas nós temos outros tipos como: a demência mista, a vascular e outras.

A Psicogeriatria tem como modalidades de intervenção: Psicoterapia: TCC, psicanálise, terapia centrada na pessoa, ou seja, uma gama de abordagens psicológicas.

O que observamos na psicoterapia com idosos é uma dificuldade em lidar com as limitações advindas com o processo de envelhecimento, de se reconhecer como velho, dificuldade em lidar com a perda, morte, medo de morrer, sensação de impotência por não ter conseguido alcançar as metas que se colocaram ao longo da vida. Existe também uma perda de objetos de investimento e dificuldade de investir em novos objetos.

A tendência do idoso é se voltar para o passado. O trabalho da clínica é, justamente, ressignificar esse passado, de modo que ele possa investir no presente.

Avaliação Neuropsicológica: utiliza de testes específicos para avaliar diversos aspectos da cognição (por exemplo: memória, atenção, linguagem), de modo a estabelecer um perfil de habilidades e dificuldades do paciente. Ela complementa os dados dos exames de imagem. Entre seus objetivos estão estabelecer um diagnóstico diferencial e o planejamento de um trabalho de reabilitação. Então, por exemplo, para que possamos inserir os pacientes em oficinas terapêuticas, ou mesmo num trabalho na clínica particular, é importante, que eles passem por uma avaliação, na qual se possa ver em que estágio da doença ele está, que déficit está apresentando e quais funções merecem uma atenção maior.A Reabilitação Neuropsicológica consiste na manutenção das capacidades cognitivas e funcionais dos pacientes, promovendo uma melhor qualidade de vida para ele e seus familiares. Como é que isso ocorre? Nós trabalhamos com atividades que estimulam as diversas funções cognitivas (atenção, memória, etc.) através de jogos; terapia de reminiscência. Na terapia de reminiscência nós buscamos deles, dados de sua história de vida, da sua memória autobiográfica; terapia de orientação a realidade, entre outras técnicas.

A reabilitação em pacientes com demência é bastante questionada, por ser a demência uma doença progressiva. Mas as pesquisas têm mostrado, e vemos na nossa clínica resultados satisfatórios. Nós não vamos devolver o que ele perdeu, mas podemos ajudar a manter o que ele ainda tem preservado.

O sucesso de um programa de reabilitação é justamente a estabilidade da independência funcional do paciente. Para que esse processo seja alcançado a orientação e suporte a familiares e cuidadores também estão incluídos no tratamento.

Orientação e suporte aos familiares e cuidadores, falo mais especificamente com relação às síndromes demenciais é uma intervenção importante, que deve ser considerada.

O paciente muitas vezes é reflexo do seu cuidador e do meio ambiente em que está inserido. Muitas vezes uma queda no desempenho do paciente está relacionada à forma como ele é cuidado. Até mesmo a adesão ao tratamento depende da compreensão do familiar e do cuidador com relação à doença.

A orientação e suporte aos familiares e cuidadores têm como objetivo informar sobre o processo da doença e sobre a forma de lidar com o paciente, criando estratégias compensatórias que facilitem o dia a dia tanto do paciente como do familiar.

Na clínica é muito comum vermos a resistência e a negação que o familiar tem sobre as dificuldades do paciente, achando que o paciente está fazendo isso de propósito, e só para irritar. A nossa intervenção é esclarecer que isso, essas dificuldades são próprias da doença, e que algumas coisas o paciente vai lembrar com mais facilidade do que outras.

Paula Brito Cordeiro
Psicóloga-UFRJ Especialista em Psicogeriatria-CDA-IPUB/UFRJ
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER